Teleport City

E se o transporte fosse instantâneo e sem limites?

As instalações que compõem o projeto imaginam um futuro no qual o principal meio de locomoção é o teletransporte. Acessível às diversas camadas sociais, a nova tecnologia traz consigo uma série de mudanças no espaço urbano, novas formas de morar, movimentos socais, novas patologias, produtos – enfim, questões cotidianas, culturais e antropológicas encontram-se cingidas por uma trama futurista conduzida pelos caminhos da arte e tecnologia.

Criação e direção geral: Gabriela Bílá

Direção técnica: Felipe Brito

Apoio: Entrequadra

Realização: Novo Estudio Brasília